Artigos

fraude

Auxílio emergencial: como saber se meu CPF foi usado em fraude?

O auxílio emergencial tem provocado diversas dúvidas entre a população brasileira sobre a possibilidade de fraudes. Em caso de dúvidas, as pessoas poderão consultar os dados na página do benefício para verificar as informações. 

Na página, o cidadão deverá informar o número do CPF, nome completo, nome da mãe e a data de nascimento. Conforme as instruções de consulta, existem cinco respostas possíveis para o pedido de auxílio emergencial que podem ajudar saber se há algo de errado com o cadastro.

Em caso de Benefício aprovado, significa que o cidadão é elegível para receber o auxílio. A data do envio para a Caixa não representa a data efetiva do pagamento do benefício, então a pessoa deverá consultar o calendário de pagamento. 

– Clique aqui e veja o calendário de pagamento

Caso a resposta seja Benefício não aprovado, o cidadão não está apto a receber o benefício. Na mesma página, será possível verificar qual critério não foi atendido e o motivo que causou a negação do auxílio. 

Em caso de não recebimento do pedido por parte do Dataprev, a resposta da consulta será “Requerimento não encontrado“. No caso de resposta com “Requerimento retido“, significa que o cadastro foi barrado pela equipe de aprovação do Ministério da Cidadania devido à complexidade de cenários e cruzamentos de dados. Em seguida, será feito novo processamento das informações pela Dataprev. 

No caso de Dados inconclusivos, o sistema pode ter identificado problemas nos dados da pessoa que impeçam a análise para concessão do benefício. Desta forma, será orientado ao cidadão que faça um novo pedido no sita da Caixa ou pelo aplicativo para complementar as informações ou verificar os dados cadastrais. 

– Passo a passo de como pedir o auxílio emergencial

Com isso, é possível saber se alguém tentou usar seus dados para pedir o benefício de forma indevida. Em casos de suspeitas de fraude, o Ministério da Cidadania pede que seja registrada denúncia no sistema Fala.BR ou pelos telefones 121 ou 0800 7070 2003. 

▶️ Clique aqui para falar com especialistas em INSS e Previdência Social

▶️ Acesse nossas redes sociais: Instagram | Facebook | Jusbrasil

Compartilhe esse conteúdo
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Queremos entender melhor o seu caso e te ajudar de acordo com sua necessidade.