Artigos

Lançamento do aplicativo CAIXA|Auxílio Emergencial

Coronavírus: como pedir o auxílio-emergencial de R$ 600

Com a pandemia do novo coronavírus, milhares de famílias brasileiras tiveram prejuízos na renda. Para auxiliar nesse momento difícil, as pessoas poderão fazer o pedido do auxílio-emergencial do governo federal, aprovado pelo Congresso Nacional, de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil no caso de mães chefes de família, ou seja, não têm companheiro ou marido.

Trabalhadores informais de baixa renda e beneficiários do Programa Bolsa Família poderão receber R$ 600. O valor começou a ser depositado de forma automática para quem já está inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e tem conta no Banco do Brasil (BB) e na Caixa Econômica Federal (CEF) desde 9 de abril de 2020.

As outras pessoas que também têm direito deverão se cadastrar no aplicativo Caixa Auxílio-Emergencial ou no site Auxílio Caixa. Famílias já cadastradas no Bolsa Família não precisam se cadastrar, pois receberão auxílio-emergencial no mesmo dia do pagamento do programa, que ocorre nos últimos dez dias úteis de cada mês. Estes beneficiários receberão o auxílio-emergencial referente aos meses de abril, maio e junho.

O dinheiro será depositado em contas poupanças digitais ou na conta corrente informada previamente pelo beneficiário, e poderá ser movimentado de forma eletrônica. Não terão direito ao auxílio-emergencial pessoas que recebem aposentadorias, pensões ou demais benefícios previdenciários, como seguro-desemprego, ou Benefício de Prestação Continuada (BPC), bem como outros programas federais de transferência de renda que não sejam o Bolsa Família.

Confira quem tem direito ao benefício:

– Microempreendedores individuais (MEI)

– Contribuintes individuais ou facultativos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)

– Trabalhadores informais, sem inscrição em programas sociais e que não contribuem junto ao INSS 

– Pessoas inscritas no CadÚnico até o dia 20 de março de 2020

– Mães chefes de família, que não possuem companheiro ou marido

Os beneficiários deverão ter mais de 18 anos e CPF ativo; ter renda mensal de até meio salário mínimo, o que corresponde a R$ 522,50; ter renda mensal de até três salários mínimos, ou seja, R$ 3.135; não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 no ano de 2018. 

Caso seja necessário tirar dúvidas, a Caixa Econômica Federal disponibilizou o número de telefone 111, especificamente para atender a demanda referente ao auxílio-emergencial. As ligações podem ser feitas pelo celular de forma gratuita. 

▶️ Clique aqui para falar com especialistas em INSS e Previdência Social

▶️ Acesse nossas redes sociais: Instagram | Facebook | Jusbrasil

Compartilhe esse conteúdo
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Queremos entender melhor o seu caso e te ajudar de acordo com sua necessidade.