Artigos

Como fazer o pedido de benefício do INSS pela internet?

Como fazer o pedido de benefício do INSS pela Internet?

Você sabia que é possível baixar o aplicativo Meu INSS e pedir o benefício do INSS pela internet? Acompanhe!

Em tempos de pandemia, o atendimento remoto ou digital passou a ter preferência em vários setores privados e órgãos públicos.

Com as questões do INSS, não seria diferente, pois o órgão tem efetuado adaptações mesmo antes dos eventos que desencadearam a necessidade de isolamento social em 2020.

Para o seu pedido de benefício feito pela internet dar um bom resultado,  deve-se tomar cuidado em verificar todas as informações contidas no cadastro e/ou histórico de contribuição, e ter muita atenção para perceber se está faltando alguma informação ou documento essencial.

Estando tudo certo,  é só fazer o pedido do seu benefício e aguardar a resposta do órgão,  que pode ser via correspondência para o seu endereço cadastrado no aplicativo, ou até por e-mail – caso você tenha feito essa opção.

Dica: verifique o seu extrato do CNIS e faça uma simulação do benefício antes de fazer o pedido! Se houver algo errado, não faça o pedido – não ainda!

Meu INSS

O MEU INSS é a ferramenta mais básica para fazer o pedido de benefício do INSS de modo digital, sendo possível também acessar a mesma plataforma através de computador, tablets, etc., desde que conectados à Internet.

Recomendamos que sua conexão seja de alta velocidade, para o melhor envio da documentação que for necessária.

Porém, há alguns pedidos em que se recomenda a participação de  especialista em direito previdenciário, se quiser prevenir riscos e possíveis erros.

É o caso de aposentadorias após a Reforma da Previdência (principalmente, as especiais), recursos administrativos e revisões administrativas.

Mesmo as aposentadorias mais simples podem ter algum problema no seu requerimento caso esteja faltando alguma informação ou documentação essencial.

Para que isso aconteça, basta algum erro passar despercebido aos olhos da pessoa comum (leiga), que não é da área de direito previdenciário e não está habituada a lidar com isso em sua rotina.

Isso gera demora na análise do benefício, ou cairá em exigência pela falta de documentação – que nem sempre o INSS irá alertar, pois assim é mais fácil negar o benefício!

Depois, há a necessidade de novas medidas, às vezes, até judiciais para reparar o erro ou falta de informação (isso quando é possível).

Para evitar situações desagradáveis como essa, recomendamos buscar ajuda de um profissional voltado a essa área tão rica e vasta de conhecimento.

Compensa e muito tomar tal atitude de modo a evitar possíveis transtornos e uma duração desnecessária para análise da aposentadoria ou benefício a que você tem direito pelo INSS.

Como fazer o pedido de benefício do INSS pela internet?

Atualmente, o pedido de benefício do INSS pela internet é mais prático, seja no site ou aplicativo Meu INSS. Você também pode pedir pelo telefone 135.

O Meu INSS foi criado para você acessar os serviços do INSS e da Previdência Social pelo computador ou no aplicativo para celular (Android ou iOS).

Nesse sistema, é possível pedir benefícios da Previdência sem sair de casa, acessando tudo pela internet. O Meu INSS utiliza o mesmo cadastro dos outros sistemas do Governo Federal, chamado de gov.br.

Você mesmo preenche as informações, envia os documentos (em PDF) e faz a solicitação para o INSS. No site Meu INSS ou no aplicativo, você deve seguir os seguintes passos:

  • acesse o site gov.br/meuinss ou baixe o aplicativo para Android ou iOS;
  • clique em “entrar” se você já tiver senha cadastrada; ou clique em “cadastrar senha” para fazer o seu cadastro;
  • no início, digite na caixa de pesquisa o benefício que você deseja solicitar; no exemplo abaixo, temos a busca por “aposentadoria”, é só clicar na opção;
  • agora, atualize os seus dados e clique “avançar”, depois clique em “continuar”, leia as próximas informações e clique novamente em  “avançar”;
  • siga os passos informados no sistema, selecione as opções de acordo com o benefício desejado; agora, você vai chegar na tela abaixo, confirme se todos os dados pessoais estão preenchidos de forma correta;
  • nessa mesma tela acima, ao rolar a página terão os campos para enviar os documentos, clique no sinal de + para anexar todos os documentos, depois clique em “avançar”;
  • selecione a agência do INSS mais próxima da sua residência e clique em “avançar”;
  • escolha o banco mais próximo para você e clique em “avançar”;
  • confira todas as informações com bastante cuidado, se estiverem corretas, clique em “Declaro que li e concordo com as informações acima”, depois clique em “avançar”.

Agora, você terminou de fazer o pedido do seu benefício do INSS. É possível acompanhar o andamento pelo Meu INSS ou ligar no telefone 135.

Se faltar algum documento, você pode ser notificado para ‘cumprir exigência’, ou seja, para enviar algum documento pelo Meu INSS ou entregar na agência da Previdência.

Essa notificação pode acontecer por ligação, SMS ou e-mail. Mas o INSS apenas informa que tem essa pendência de documentos, não pede nenhum dado pessoal ou do benefício.

Nunca clique em links que enviarem para você, nem informe os seus dados ou algum código. Acesse tudo pelo sistema Meu INSS ou ligue no telefone 135.

Entretanto, se você tiver dúvidas ou dificuldade em fazer o seu pedido ao INSS, recomendo que procure uma advogada especialista em Previdência.

Inclusive, se o seu pedido estiver demorando ou for negado pelo INSS, é ainda mais recomendado que você busque esse auxílio jurídico.

Com a negativa do pedido, é possível contestar a decisão no próprio INSS ou, ainda, iniciar uma ação judicial para que um juiz analise o seu direito.

Como o advogado pode ajudar a pedir o meu benefício do INSS pela Internet?

Os advogados e advogadas devidamente credenciados e atuantes na área possuem certificado digital para acessar o site específico de requerimentos, chamado “INSS DIGITAL” (diferente do MEU INSS), devido a um convênio com a Ordem dos Advogados.

Essa ferramenta permite aos profissionais da Advocacia enviar e assinar documentos digitalmente, atestando a sua veracidade (não precisa reconhecer em cartório), bem como dar andamento a processos administrativos (recursos, revisões, pedidos de benefícios).

Assim, através do mencionado portal de requerimentos, pode-se apresentar, com facilidade, as medidas administrativas que forem necessárias ao caso.

Também é possível receber atualizações quando houver alguma mudança, ou novo andamento no requerimento apresentado.

A atualização chega automaticamente na caixa de entrada do endereço eletrônico do profissional, garantindo um atendimento mais rápido e eficaz do que se fosse realizado por outros meios, ou mediante uma pessoa comum.

Por isso, recomenda-se a contratação de especialista em direito das aposentadorias e benefícios, para que seu pedido tenha maiores chances de êxito, bem como seja analisado de modo mais efetivo, ágil e com a devida atenção!

Não tenho condições de arcar com advogado! Como posso pedir ajuda mesmo assim?

Grande parte dos escritórios de advocacia, focados em atuar no direito previdenciário, sabem das condições financeiras (e até da ausência delas) sobre a clientela a que atendem.

É comum atender pessoas que não possuem o mínimo para sobreviver, ou qualquer renda, precisando que o benefício seja concedido para obtê-la.

Por isso,  é comum contratar especialistas nesta área conforme o ganho do processo.

Mas o que isso significa? Que haverá um ajuste entre o cliente e o advogado para que os honorários sejam pagos  desde que o benefício for aprovado e haja recebimento de valores em atraso.

Esses valores podem ser recebidos desde a data do requerimento do benefício, ou a partir da sua concessão, a depender do caso.

Desse modo, não é necessário possuir condições financeiras para arcar, de imediato, com especialista em direito previdenciário e obter ajuda para dar entrada no benefício do INSS pela Internet.

Havendo esse ajuste no contrato de honorários (“pagamento conforme o êxito”)  e o cliente saiba com o que está se comprometendo, é só depois não deixar de remunerar quem lhe “deu a mão” quando não se tinha nada para oferecer.

Afinal, todo bom trabalho, ainda mais quando oferecer agilidade e atenção, deve ser devidamente recompensado.

▶️ Clique aqui para falar com especialistas em INSS e Previdência Social

▶️ Acesse nossas redes sociais: Instagram | Facebook | Jusbrasil

Compartilhe esse conteúdo
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Queremos entender melhor o seu caso e te ajudar de acordo com sua necessidade.