Artigos

Como acessar o extrato do consignado para o Imposto de Renda em 2021?

Como acessar o extrato do consignado para o Imposto de Renda em 2021?

Você pode acessar pela internet o extrato do empréstimo consignado para fazer a declaração do imposto de renda em 2021. Veja o passo a passo!

No início de todo ano, começam a surgir as dúvidas sobre a declaração do imposto de renda (IR), em especial, os aposentados e pensionistas que devem declarar o IR.

Isso porque, se você tem um empréstimo consignado, é preciso emitir o extrato do INSS para fazer a declaração do imposto de renda.

Aposentado e pensionista deve declarar o imposto de renda?

As regras não mudam há anos, então, se permanecerem iguais em 2021, quem ganhou acima de R$ 28.559,70 em 2020, deve declarar o imposto de renda.

Além dessa remuneração, se você for proprietário de bens superiores a R$ 300 mil ou tiver empréstimo consignado com valor a partir de R$ 5 mil, também é obrigado a declarar.

Como acessar o extrato do consignado para o Imposto de Renda em 2021?

Você pode acessar o extrato do empréstimo consignado pelo Meu INSS, emitir o documento e fazer a declaração do imposto de renda em 2021.

O Meu INSS foi criado para você acessar os serviços do INSS e da Previdência Social pelo computador ou no aplicativo para celular (Android ou iOS).

Nesse caso, é preciso criar uma senha para acessar o Meu INSS, mas se você ainda não tem essa senha, clique aqui para descobrir como fazer o seu cadastro. Depois, é preciso acessar os seguintes passos:

  • clique em “Entrar com gov.br” se você já tiver senha cadastrada;
    • se não tiver senha, clique em “Entrar com gov.br”, depois em “Crie sua conta” para fazer o seu cadastro;
  • clique em “Extrato IR”, no menu superior ou busque “Extrato Imposto de Renda” na caixa de pesquisa;
  • agora, clique no número do benefício que deseja acessar o extrato do imposto de renda e, depois, é só baixar o arquivo;

Pronto! Você já tem acesso ao seu extrato do imposto de renda para fazer a declaração do empréstimo consignado.

Como declarar empréstimo consignado no imposto de renda?

Todos os empréstimos a partir de R$ 5 mil em que você pagou parcelas no ano anterior devem ser declarados no imposto de renda deste ano.

A declaração do IR pode ser feita pelo site da Receita Federal, através do Programa IRPF ou pelo aplicativo para Android e iOS.

O empréstimo consignado deve ser incluído no campo “Dívidas e Ônus Reais”. Essa regra também se aplica a outros tipos de empréstimos e financiamentos que você contratou nos anos anteriores.

Agora, é preciso escolher a categoria do credor, ou seja, quem fez o empréstimo a você. De acordo com uma tabela elaborada pela empresa Creditas, os códigos dos credores são os seguintes:

CódigoAgente financeiroEspecificação 
11Estabelecimento bancário comercialEmpréstimos concedidos por bancos.
12Sociedades de crédito, financiamento e investimentoEmpréstimos concedidos por financeiras (instituições privadas que fornecem empréstimo e financiamento).
13Outras pessoas jurídicasEmpréstimos concedidos por empresas de outros segmentos.
14Pessoas físicasEmpréstimos concedidos por pessoa física.
15Empréstimos contraídos no exteriorEmpréstimos contratados fora do Brasil.
16Outras dívidas e ônus reaisEmpréstimos que não se enquadram nas opções anteriores.

Atenção! Talvez você tenha dúvidas entre as opções 11 e 12. A opção 11 se aplica aos empréstimos de bancos (ex. Itaú, Bradesco, etc.); já a opção 12 se refere aos empréstimos em fintechs ou empresas especializadas (ex. Creditas, BXblue, Crefisa, etc.). Se tiver dúvidas, entre em contato com a empresa em que você fez o empréstimo.

O que mais preciso preencher? Agora, você deve informar os detalhes do empréstimo consignado, como o motivo da contratação, valor, nome da empresa e o CNPJ.

No campo “discriminação”, você deve escrever o motivo do empréstimo, por exemplo: quitar outras, fazer uma reforma, dar entrada em imóvel, etc. Isso é importante porque, assim, a Receita Federal cruza os dados e evita que você caia na malha fina.

Por fim, você deve detalhar os valores do empréstimo, informando no campo “Situação” o total e o que foi pago até o momento da declaração do IR. Essa informação está no extrato do INSS.

Veja o exemplo das informações sobre o empréstimo:

  • você pegou um consignado na metade 2019 em que o valor com os juros foi de R$ 10 mil
  • pagou R$ 2 mil em 2019 e mais R$ 5 mil durante 2020
  • assim, a “situação em 31/12/2020” será de R$ 3 mil (saldo devedor)

Então, é essa informação que você deve preencher no campo “Situação”. Inclusive, você deve preencher todas essas informações para cada empréstimo que tiver.

Qual o prazo para declarar o IR em 2021?

Ainda não foi informado pela Receita Federal o prazo de início e fim da declaração do imposto de renda em 2021. Em geral, costuma ser entre 1 de março a 30 de abril.

No entanto, em 2020, o prazo foi prorrogado em razão da pandemia de coronavírus.

Mesmo assim, é essencial que você organize os documentos necessários para declarar o seu imposto de renda em 2021, incluindo o extrato de IR dos bancos, investimentos, imóveis, dependentes e diversos outros.

▶️ Clique aqui para falar com especialistas em INSS e Previdência Social

▶️ Acesse nossas redes sociais: Instagram | Facebook | Jusbrasil

Compartilhe esse conteúdo
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Queremos entender melhor o seu caso e te ajudar de acordo com sua necessidade.