Artigos

Veja o Calendário do INSS para 2023

Calendário do INSS 2023: veja as datas de pagamento

Você já conferiu o calendário do INSS 2023? O Instituto Nacional do Seguro Social divulgou as datas de recebimento de mais de 36 milhões de beneficiários.

Sendo assim, as pessoas que recebem até um salário mínimo terão em sua conta o pagamento com reajuste a partir do dia 25 de janeiro. 

Mas, para quem recebe um valor acima do piso salarial nacional, pode verificar em suas contas se o dinheiro atualizado já está disponível a partir do dia 1º de fevereiro. 

No entanto, é importante você saber o número do seu cartão de beneficiário, pois as datas variam de acordo com cada caso, conforme vamos te explicar no decorrer deste artigo. 

Se você ainda não viu o calendário do INSS 2023, continue a leitura. Vou mostrar todos os detalhes.

Veja o calendário do INSS 2023

Para você consultar o calendário do INSS 2023 é muito simples. Basta que você tenha em mãos o número do seu benefício para consultar o último dígito, que fica antes do código verificador. Ou seja, aquele que vem antes do tracinho.

Entretanto, é válido ressaltar que há dois tipos de calendário do INSS 2023. Portanto, muita atenção! 

Isso porque, as datas para quem recebe um salário mínimo são diferentes das datas de quem recebe acima do piso salarial nacional. Confira: 

Calendário do INSS 2023 para quem recebe um salário mínimo

  • Janeiro de 2023 – de 25 de janeiro a 7 de fevereiro;
  • Fevereiro de 2023 – de 17 de fevereiro a 7 de março;
  • Março de 2023 – de 27 de março a 10 de abril;
  • Abril de 2023 – de 24 de abril a 6 de maio;
  • Maio – de 25 de maio a 7 de junho;
  • Junho – de 26 de junho a 7 de julho;
  • Julho – de 25 de julho a 7 de agosto;
  • Agosto – de 25 de agosto a 6 de setembro;
  • Setembro – de 25 de setembro a 6 de outubro;
  • Outubro – de 25 de outubro a 8 de novembro;
  • Novembro – de 24 de novembro a 7 de dezembro;
  • Dezembro – de 21 de dezembro a 6 de janeiro de 2023.

Calendário do INSS 2023 para quem recebe acima do piso salarial

  • Janeiro de 2023 – de 1 a 7 de fevereiro;
  • Fevereiro de 2023 – de 1 a 7 de março;
  • Março de 2023 – de 3 a 10 de abril;
  • Abril de 2023 – de 2 a 6 de maio;
  • Maio – de 1 a 7 de junho;
  • Junho – de 3 a 7 de julho;
  • Julho – de 1 a 7 de agosto;
  • Agosto – de 1 a 8 de setembro;
  • Setembro – de 2 a 6 de outubro;
  • Outubro – de 1 a 8 de novembro;
  • Novembro – de 1 a 7 de dezembro;
  • Dezembro – de 2 a 8 de janeiro de 2023.

Vale lembrar que quem já recebe o benefício, continua a receber na data habitual. 

Tabela do calendário do INSS 2023:

Calendário do INSS para 2023

Quem tem direito de receber o benefício do INSS em 2023?

Para ter direito aos benefícios do INSS, é importante que você tenha realizado a contribuição mensal durante um determinado período junto ao órgão. 

Além disso, deve ter cumprido os requisitos de cada benefício e ter a aprovação do INSS.

Dentre os segurados da Previdência Social, há duas categorias. São elas:

Segurados obrigatórios

Cidadãos que exercem atividades remuneradas, com vínculo empregatício ou não.

Segurados facultativos

São as pessoas que não exercem nenhum tipo de atividade remunerada, mas, mesmo assim, optaram por contribuir ao INSS. Portanto, elas aderiram ao Regime Geral de Previdência Social (RGPS).

Principais dúvidas sobre o calendário do INSS 2023

Descrevi abaixo as dúvidas mais frequentes sobre o calendário do INSS 2023. Confira:

Como eu consulto a data de pagamento do meu benefício?

É simples, basta saber o último número do seu benefício, que vem antes do código verificador. Ou seja, aquele que vem antes do tracinho.

Dessa forma é possível consultar a tabela disponibilizada pelo INSS. Por exemplo:

Os segurados com número de benefício com final 1, recebem o benefício com o reajuste em 25 de janeiro. Já os com final 2, no dia 26 de janeiro e assim por diante. No mês seguinte, em fevereiro, os segurados com número de benefício final 1, recebem em 17 de fevereiro, enquanto os com final 2, vão receber em 23 de fevereiro. 

Em 2023, os benefícios sofreram ajustes?

Sim, todos os benefícios vão sofrer reajustes em 2023. Para quem recebe um salário mínimo, o reajuste vai ocorrer conforme a Medida Provisória que aprovou o aumento do salário mínimo, de acordo com a inflação. 

Já para quem recebe mais que um salário mínimo, ainda que em uma pequena quantia, o valor terá reajuste conforme a inflação do índice INPC. Com isso, todos os benefícios acima de um salário mínimo terão o reajuste de 7,43%. 

Quem recebe mais de um salário mínimo tem data de pagamento diferente?

Sim. O INSS paga em datas diferentes quem recebe mais do que um salário mínimo.

Preciso do número do meu cartão para receber o meu benefício?

Precisa, sim. É importante ter em mãos o seu cartão e o número do seu benefício para receber na data correta.

Qual o valor dos benefícios para 2023?

O novo salário mínimo entra em vigor no dia 1 de janeiro de 2023, com o reajuste de R$ 1.212,00, para R$ 1.302,00, conforme a matéria publicada em 12 de dezembro de 2022, no Portal Gov

Dessa forma, esses novos valores já devem ser pagos a partir de janeiro e conforme a tabela do INSS que te contamos acima.De acordo com o Ministério da Economia, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) fechou em 7,43% em 2022. 

No entanto, nos anos anteriores, o reajuste para os benefícios com valor acima de um salário mínimo tinham como base o cálculo da inflação do ano anterior. Contudo, com a Medida Provisória aprovada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro em dezembro de 2023, todos os benefícios vão sofrer o reajuste de 7,43%. 

Lista de benefícios do INSS

Confira, abaixo, a lista com uma breve descrição dos principais benefícios previdenciários pagos pelo INSS:

Aposentadoria especial por tempo de contribuição

Benefício concedido para a pessoa que trabalha exposta à agentes nocivos à saúde.

Aposentadoria por idade rural

Benefício concedido para a pessoa que comprovar no mínimo 180 meses trabalhados na condição de atividade rural.

Aposentadoria por idade urbana

Benefício dado ao cidadão que comprovar no mínimo 180 contribuições. Além disso, é necessário ter a idade mínima de 65 anos para os homens, e 62 anos para as mulheres.

Aposentadoria por invalidez

Dada ao cidadão que é incapaz de trabalhar devido a algum acidente ou doença incapacitado de maneira total e permanente.

Aposentadoria por tempo de contribuição

Benefício dado a pessoa que comprovar o tempo total de 35 anos de contribuição, se homem, e 30 anos, caso for mulher. Além disso, deve ter a idade mínima (veja aqui mais detalhes).

Aposentadoria por tempo de contribuição do professor

O professor tem um tempo de contribuição diferente dos demais cidadãos. Para se aposentar nessas condições, é preciso ter 30 anos de contribuição, para o homem e 25 anos para a mulher.

Aposentadoria por idade da pessoa com deficiência 

Benefício concedido ao cidadão que comprovar que possui, no mínimo, 180 contribuições realizadas exclusivamente na condição de pessoa com deficiência.

Mas que tenham mais de 60 anos, se for homem, ou 55 anos, caso seja mulher.

É importante ressaltar que, após a Reforma da Previdência, somente os professores e as pessoas com deficiência podem se aposentar por tempo de contribuição. 

Aposentadoria por tempo de contribuição da pessoa com deficiência 

Concedido o benefício ao cidadão que comprovar o tempo de contribuição necessário, de acordo com o seu grau de deficiência.

No mínimo 180 meses devem ter sido trabalhados como pessoa na condição de deficiente.

Auxílio-acidente

Benefício concedido para indenizar uma pessoa em decorrência de um acidente que reduz a sua mobilidade e capacidade de desenvolver as suas funções.

Auxílio-doença

É o benefício devido à incapacidade do segurado do INSS em desenvolver o seu trabalho de forma temporária em razão de doença ou acidente.

Nesse caso, deve ser comprovado por meio de perícia médica.

Auxílio-reclusão

Benefício dado para os dependentes da pessoa que está na prisão, apenas em regime fechado, que seja de baixa renda, comprove a qualidade de segurado e tenha dependentes. 

Vale lembrar que o auxílio-reclusão é um benefício para a família do preso. Ou seja, os valores são destinados a garantir a sobrevivência de seus dependentes. 

O que achou dessas informações sobre o calendário do INSS 2023? Não esqueça de compartilhar este conteúdo. Caso ainda tenha dúvidas sobre Seguro Social, recomendo que entre em contato com um advogado especialista.

▶️ Clique aqui para falar com especialistas em INSS e Previdência Social

▶️ Acesse nossas redes sociais: Instagram | Facebook | Jusbrasil

Compartilhe esse conteúdo
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Queremos entender melhor o seu caso e te ajudar de acordo com sua necessidade.